Forma de Abordagem da Pesquisa Quantitativa

Compartilhar:

Método que ninguém fala é explicado de forma simples. Entenda com um truque estatístico o que é a forma de abordagem da Pesquisa Quantitativa em seu TCC.

MATERIAIS:

  1. VÍDEO 1 – INSTRUÇÕES DA PREMIAÇÃO E INFORMAÇÕES DA SERIE
  2. DOWNLOAD: INFOGRÁFICO TIPOS DE METODOLOGIA

Etapas de uma pesquisa quantitativa:

  • Especificar os objetivos da pesquisa, seja objetivo geral e os específicos.
  • Selecionar os pontos que deseja levantar na pesquisa, normalmente interligados com os objetivos.
  • Elaborar o instrumento de coleta, seja questionário, entrevistas e etc.
  • Pré-teste dos instrumentos para ver se está obtendo todos os dados necessários.
  • Seleção da amostra que será pesquisada.
  • Juntar todos os dados coletados para verificação dos dados.
  • Analisar e realizar a interpretação dos dados com métodos estatísticos(gráficos, fluxogramas, diagramas).
  • Apresentar os resultados normalmente de forma descritiva.

Exemplo de pesquisa quantitativa

A pesquisa quantitativa traduz tudo para um formato quantificável. Isso quer dizer que tudo deve ser analisado através de números, estatísticas etc. O pesquisador se limita à descrição factual da amostra ou daquele evento, ignorando a complexidade da realidade social.

Pesquisa quantitativa: considera que tudo pode ser quantificável, o que significa traduzir em números opiniões e informações para classificá-las e analisá-las. Requer o uso de recursos e de técnicas estatísticas (percentagem, média, moda, mediana, desvio-padrão, coeficiente de correlação, análise de regressão etc.). (PRODANOV e FREITAS, 2013, p. 69).

É interessante, aliás, entender a diferença entre pesquisa qualitativa e quantitativa. Mas há um fato que se sobrepõe a metodologia quantitativa, já que há necessidade de analise estatísticas sobre a população. Conforme explicado acima, não parece haver razão para que a abordagem quantitativa se confunda com a qualitativa.

Quando você se depara com algum tipo de pesquisa online, lembre-se da estrutura. Não há, por exemplo, campos abertos para que você escreva abertamente. Isso porque não há ninguém por trás para interpretar, mas sim ferramentas estatísticas.

Como fazer uma pesquisa quantitativa

Tenha como exemplo o objetivo de estudar aspectos de alunos que passam em concursos. Para isso, seria montado um questionário com diversas perguntas. Em sua maioria serão perguntas fechadas e poucas abertas.

LEIA TAMBÉM:  Classificação Conceito da Forma e Forma Escolhida | Metodologia 4° Passo

Fonte: Guia da Monografia (2017)

Com base no exemplo acima, por exemplo, é possível perceber um análise estatística. O tratamento seria a partir de gráficos em sua maioria, tendo a abordagem quantitativa como base.

Os campos abertos, também serão tratados. Nesse caso o tratamento descritivo como fim da pesquisa já basta.

Na metodologia de pesquisa quantitativa mesmo quando se tem alguns campos de perguntas fechadas não quer dizer que terá que combinar as abordagens. Mas se a quantidade for significativa e o pesquisador necessitar realizar uma interpretação e tabulação, será combinado, sim.

Leia Também:

Qual a diferença entre pesquisa quantitativa e pesquisa qualitativa ?

Essa pergunta se resume uma a simples resposta já que a quantitativa usa de métodos estatísticos. Já a pesquisa qualitativa usa a interpretação do pesquisador como forma de análise dos dados.

Pense assim:

  • Quantitativa – Pode ser feito por máquinas.
  • Qualitativa – Só pode ser feito por humanos devido a sua interpretação.

Recapitulando

Nesse artigo foi abordado de forma simples os seguintes pontos:

  • Como fazer uma pesquisa quantitativa;
  • Exemplo de pesquisa quantitativa;
  • A diferença entre pesquisa qualitativa e quantitativa;

Mesmo com a confusão entre pesquisa qualitativa e quantitativa existem alguns pontos simples que as distingue. A metodologia qualitativa necessita da interpretação do pesquisar já a quantitativa usa de artifícios estatísticos, como: gráficos, diagramas, fluxos e etc.

REFERÊNCIAS

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. D. Metodologia do trabalho científico: Métodos e Técnicas da Pesquisa e do Trabalho Acadêmico. 2ª. ed. Novo Hamburgo: Universiade Freevale, 2013.

Compartilhar: