Redação do TCC: Texto Expositivo, descritivo e argumentativo para um TCC bem escrito e coeso

Compartilhar:

Escrever um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) pode ser um desafio para muitos estudantes universitários. Além de escolher um tema relevante e realizar uma pesquisa rigorosa, a redação do TCC é um aspecto crítico que pode determinar a qualidade do trabalho final.

Neste artigo, apresentamos os três tipos principais de redação de TCC:

  • expositivo,
  • descritivo e
  • dissertativo-argumentativo.

Se você souber essa escrita, vai escrever de forma profissional

Sumário

Tipos de redação no TCC

Na produção do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), é fundamental que o autor domine diferentes tipos de redação para garantir um texto coeso e persuasivo.

Entre os principais tipos de redação, podemos destacar o texto expositivo, que tem como objetivo apresentar informações de forma  objetiva.

Dentro desse tipo de redação, existem duas modalidades:

  1. o texto expositivo informativo e o
  2. texto expositivo argumentativo.

Apresentaremos cada uma dessas modalidades, destacando suas características, exemplos e a aplicação em um TCC.

Texto Expositivo Informativo no TCC

Este tipo de redação é utilizado quando o objetivo é apresentar informações de forma objetiva, sem argumentação ou opiniões do autor.

É comumente utilizado no referencial teórico do TCC, onde o autor apresenta conceitos e fundamentos teóricos relacionados ao tema da pesquisa.

Um exemplo de texto expositivo informativo seria a apresentação de um modelo teórico ou uma revisão da literatura sobre um determinado tema.

Imagine que um estudante de Administração precisa escrever um TCC sobre a importância da liderança na gestão de equipes de trabalho. Para construir uma base teórica sólida, ele precisa apresentar diferentes modelos teóricos que abordem o tema.

Nesse caso, o estudante poderia utilizar um texto expositivo informativo para apresentar os principais modelos de liderança, suas características e a forma como cada um deles pode ser aplicado na gestão de equipes.

Esse tipo de texto seria focado na apresentação de informações objetivas, sem a necessidade de argumentação ou persuasão. O objetivo seria fornecer um panorama geral dos modelos teóricos para que o leitor possa compreender o tema com mais profundidade.

O modelo de liderança autocrático é caracterizado pela tomada de decisão centralizada e pelo controle rígido sobre as atividades da equipe. Nesse modelo, o líder tem total autoridade sobre as ações da equipe e toma decisões de forma unilateral, sem levar em consideração as opiniões dos demais membros. Apesar de ser um modelo considerado ultrapassado por muitos especialistas, o estilo autocrático pode ser útil em situações de crise ou quando há necessidade de decisões rápidas. No entanto, seu uso excessivo pode gerar desmotivação e insatisfação entre os membros da equipe, além de limitar a criatividade e a inovação.

Esse parágrafo apresenta de forma objetiva as características do modelo autocrático de liderança, sem apresentar argumentos ou pontos de vista do autor do texto. O objetivo é fornecer informações claras e precisas sobre o modelo para que o leitor possa compreender o assunto com mais profundidade.

Texto Expositivo Argumentativo na Dissertação

O objetivo deste tipo de redação é persuadir o leitor a adotar um ponto de vista ou posição a partir da apresentação de argumentos lógicos e evidências.

A escrita expositiva argumentativa é comum no capítulo de discussão do TCC, onde o autor deve apresentar e discutir os resultados obtidos na pesquisa, com o intuito de defender suas hipóteses ou conclusões.

Um exemplo de texto expositivo argumentativo seria a discussão dos resultados de uma pesquisa experimental, apoiada por uma revisão da literatura e argumentos convincentes.

Ao comparar os dois tipos de redação, podemos ver que o texto expositivo informativo se concentra em fornecer informações de forma objetiva e imparcial, enquanto o texto expositivo argumentativo se concentra em defender um ponto de vista ou posição específicos.

No entanto, ambos os tipos são importantes em um TCC bem escrito e coeso.

Embora a teoria X seja amplamente difundida na literatura, há algumas críticas importantes a serem consideradas. Uma das principais questões levantadas é a falta de evidências empíricas que comprovem sua eficácia na prática. Além disso, alguns autores apontam para a dificuldade de aplicação da teoria em contextos reais, devido à complexidade de suas premissas. Portanto, é necessário um cuidado especial na adoção da teoria X, a fim de evitar possíveis falhas e limitações em sua aplicação.

No caso do texto expositivo argumentativo, o objetivo é persuadir o leitor a adotar um ponto de vista ou posição a partir da apresentação de argumentos lógicos e evidências.

Dessa forma, o texto expositivo argumentativo deve apresentar informações claras e precisas sobre o assunto, mas também deve incluir a opinião do autor do texto e seus argumentos para persuadir o leitor.

A diferença principal é que, no texto expositivo informativo, o autor se limita a apresentar informações sem oferecer um ponto de vista, enquanto no expositivo argumentativo, o autor apresenta informações e defende um ponto de vista específico.

Seu ponto de vista é usar suas próprias palavras e significa escrever sobre um assunto com base em sua própria compreensão e interpretação dos conceitos e ideias, sem copiar literalmente trechos de textos de outras pessoas ou fontes.

Veja, no contexto acadêmico, é importante que o aluno demonstre suas habilidades de análise crítica e interpretação dos conceitos apresentados na literatura, e isso inclui a habilidade de expressar esses conceitos em suas próprias palavras. No entanto, isso não significa que o aluno deva evitar ou encher completamente o uso de citações diretas, ou indiretas em seu trabalho.

Claro, em alguns casos, é necessário incluir citações para comprovar ou fortalecer um argumento ou para referenciar um conceito ou ideia que foi originalmente apresentado por outra pessoa. Nesses casos, é importante usar as normas de citação adequadas e indicar claramente a fonte das informações.

É importante que o aluno equilibre o uso de suas próprias palavras com a referência clara e adequada às fontes consultadas.

Se o orientador rejeitar o uso de palavras do aluno, o aluno deve discutir com o orientador as razões específicas por trás dessa rejeição e trabalhar com o orientador para melhorar sua habilidade de parafrasear e expressar ideias com suas próprias palavras.

Texto Descritivo no Artigo Científico

A escrita descritiva é utilizada para apresentar dados e informações coletadas durante a pesquisa. É importante que o texto seja claro e objetivo, utilizando tabelas, gráficos e imagens para facilitar a compreensão do leitor e tornar o texto mais atraente. Este tipo de redação é ideal para a seção de Resultados, onde é necessário apresentar os resultados da pesquisa de forma clara e precisa.

Por exemplo, em um TCC sobre o impacto do uso de redes sociais na saúde mental dos jovens, a seção de Resultados poderia apresentar um texto descritivo dos dados coletados em uma pesquisa quantitativa.

O texto poderia descrever, de forma clara e objetiva, as estatísticas encontradas, como porcentagem de jovens que relataram ansiedade ou depressão devido ao uso excessivo de redes sociais, bem como apresentar gráficos ou tabelas que auxiliem na visualização dos resultados.

O objetivo é apresentar os resultados de forma clara e acessível ao leitor, facilitando a compreensão do impacto do uso de redes sociais na saúde mental dos jovens. É importante lembrar que, ao utilizar dados coletados em pesquisas, é preciso citar as fontes corretamente, indicando a metodologia utilizada e os autores responsáveis pela pesquisa.

O texto Dissertativo-Argumentativo

A escrita dissertativa-argumentativa tem como objetivo persuadir o leitor a adotar um ponto de vista ou posição a partir da apresentação de argumentos lógicos e evidências. Este tipo de redação é ideal para a seção de Discussão, onde é necessário discutir os resultados da pesquisa e apresentar diferentes perspectivas.

É importante apresentar argumentos lógicos e refutar possíveis objeções, demonstrando uma habilidade crítica e analítica.

O texto dissertativo-argumentativo é muito utilizado em trabalhos acadêmicos, pois permite ao autor expor suas ideias e opiniões sobre determinado tema, defendendo seu ponto de vista com argumentos sólidos e embasados em fontes confiáveis.

Nesse tipo de texto, é importante apresentar uma tese clara logo no início, que será sustentada por argumentos ao longo do desenvolvimento do texto.

O objetivo é convencer o leitor sobre o ponto de vista do autor, de forma lógica e convincente. É comum utilizar esse tipo de texto na seção de Discussão, em que o autor apresenta seus resultados e os relaciona com outras pesquisas e teorias.

Um exemplo de texto dissertativo-argumentativo pode ser um artigo científico que discuta a relevância da inteligência emocional no ambiente de trabalho. O autor pode apresentar sua tese defendendo que a inteligência emocional é uma competência essencial para o sucesso profissional, e sustentá-la com argumentos baseados em pesquisas e exemplos práticos.

É importante ressaltar que o Referencial Teórico não se limita à exposição de conceitos e informações. Os orientadores exigem que o aluno demonstre uma capacidade crítica e analítica, como síntese de teorias e conclusões da literatura. Portanto, a redação do Referencial Teórico deve ser expositiva e descritiva, mas também deve demonstrar uma habilidade crítica e analítica.

Isso quer dizer que no referencial teórico usaremos texto dissertativo-argumentativo?

Não necessariamente. O Referencial Teórico em um TCC, que pode ser predominantemente expositiva e descritiva, mas ainda assim precisará apresentar argumentos e análises críticas sobre as teorias e estudos relacionados ao tema de pesquisa.

O tipo de redação dissertativo-argumentativa pode ser mais comum em outras seções do TCC, como na justificativa, na discussão dos resultados ou na conclusão.

Além disso, outros momentos do TCC podem requerer habilidades críticas e analíticas, como a revisão da literatura em alguns parágrafos, a introdução para apresentar a problemática e justificativa, e outras seções que necessitem de uma redação mais complexa e argumentativa.

A redação de um TCC pode ser dividida em três tipos principais:

  • expositivo,
  • descritivo e
  • dissertativo-argumentativo.

Cada um desses tipos de redação tem um objetivo específico e é utilizado em diferentes seções do TCC. É importante que o aluno compreenda esses diferentes tipos de redação para garantir a qualidade e a efetividade da sua escrita.

Compartilhar:

Deixe seu comentário

Desenvolva sua habilidade de redação de TCC!

Quem domina a arte da argumentação não teme ser substituído por inteligência artificial! Junte-se para se destacar agora! Participe do Grupo VIP para ofertas exclusivas e orientações especializadas.