Como Montar Uma Justificativa Do TCC Com Apenas 4 Perguntas

Compartilhar:

Pode-se afirmar que, em razão de não haver uma regra para a elaboração da Justificativa do TCC esta se torna uma das partes mais complexas de se orientar, uma vez que cada tutor apresenta um método diferente. Porém, é necessário exaltar o tema e dar a devida importância ao projeto

DOWNLOAD DOS MAPAS E MODELOS DO GUIA DA MONOGRAFIA:

CLIQUE AQUI E BAIXE OS MATERIAIS DO GUIA DA MONOGRAFIA

Foi criada recentemente, uma fórmula, que pode auxiliar os alunos nesta fase de seu trabalho. Lendo o artigo “Como fazer um TCC: 4 regras valiosas que todos desconsideram“, será possível entender a fundo cada item desse. . Quando quiser dar um salto no seu cronograma, então clique aqui.

A justificativa respeita 4 regras valiosas que são:

  1. o porquê (motivo pelo qual este tema foi escolhido),
  2. o que (qual a função do projeto),
  3. quem (público alvo da obra)
  4. e base (fonte de informações onde seu trabalho está baseado).

Falaremos um pouco sobre cada item acima e depois explicaremos como montar a sua justificativa usando essa mesma ideia.

ÍNDICE:

Por que este tema?

tcc-porque

Quando pensamos em escolher o tema, essa tarefa torna-se mesmo uma charada. Nesse contexto, deve ficar claro o que será abordado na monografia. Em outras palavras, deve ser colocada uma definição explicita especificando com detalhes qual a área o produto vai abranger.

Sob essa ótica, ganha particular pertinência o motivo pelo qual foi escolhido este tema. Este por sua vez, deve ter utilidade para o pesquisador, o pesquisado e a sociedade propriamente dita, fazendo com que não fique restrito somente ao ambiente acadêmico (KAHLMEYER-MERTENS et all, 2007).

Com isso, será importante que fique bem claro na Justificativa do TCC, o que cada uma das três partes irá ganhar depois que estiver finalizado. O pesquisador (o autor do trabalho) deve tendê-lo para além dos muros de sua escola, o pesquisado (a instituição estudada ou onde o estudo foi realizado) e a sociedade (que beneficio ou vantagem a humanidade pode ter em relação ao seu trabalho).

LEIA TAMBÉM:  2 Citações Diretas uma Abaixo da outra... TÁ CERTO ISSO?

O que quer alcançar?

tcc-que-duvida2

Devemos pensar como uma criança e nos questionar sobre o que falaremos. Quando alguém começa a defender algo, logo vem a mente a imagem do que esta pessoa está falando. Porém, o que ela explica pode não ser o mesmo que o público entende.

Diante disso, será inevitável que num primeiro momento seja deixado, sem sombra de dúvidas o que a pesquisa está buscando. Qual a finalidade que ela tem para o mundo (SANTOS, MOLINA e DIAS, 2007).

Segundo Marconi e Lakatos (2000) na Justificativa do TCC, deve-se deixar claro o qual o intuito do mesmo. Deixando claro o que o aluno realmente irá fazer no desenlace do projeto.

Ao fazer isso, deverá ficar claro qual é o objetivo da obra. O que quer alcançar e o que fará para alcançar o resultado desejado.

 

Justificativa do TCC – A quem se destina?

tcc-a-quem-destina

Acertar o alvo na hora de justificar-se é mesmo um ato difícil, uma das estratégias mais segura é saber exatamente para quem destina essa pesquisa, uma vez que ela deve ter valor para esse grupo que escolheu. Ao fazer uma análise da sociedade, é possível verificar que a psicologia é utilizada desde o início do século XX para a confecção de propagandas. A partir desse ponto, é possível notar que pessoas com determinadas características e necessidades compravam mais um determinado produto.

Em uma Justificativa do TCC, também é de fundamental relevância apresentar a definição do público alvo. No caso de existirem dois ou mais, deve-se colocar a importância do primeiro em relação aos demais (BARBAN, CRISTOL e KOPEC, 2001).

Ao esclarecer a quem se destina o seu projeto, ajudará num futuro próximo, a chegar até a pessoa correta. Pode passar por adaptações diversas vezes, mas sempre deverá focar em um determinado tipo de pessoas com características ou necessidades específicas (BRITO, 2011).

Sustentação

tcc-sustentacao

Você concordará comigo, quando eu digo que o lado mais forte sempre vence; ou quando digo que a corda sempre arrebenta para o lado mais fraco. Por isso, vai aqui um aviso para você…por mais que você tenha inúmeros motivos, quando a banca te criticar, imagina quem estará certo ? Então é aconselhável que você esteja muito bem embasado. É notável que todo o conhecimento que se é adquirido vem de algum lugar, seja ele: livro, site, enciclopédia, revista, jornal e etc. Por esse motivo, é aconselhável possuir uma fonte confiável para se ter uma base forte e a Justificativa do TCC ser válida.

É aconselhável que o autor prefira livros ou documentos impressos ao invés de documentos digitais, pois exercem um papel muito importante no meio acadêmico-científico, por sistematizam a informação acumulada, dispersa e divulgada. Em geral são as originados com estudos de caráter histórico, conceituais, que forneçam o “estado da arte” de um tema (ANDRADE, 2010).

A fórmula mágica para montar a Justificativa TCC

tcc-formula

Uma mente brilhante sempre produz muito mais que resultados, eles vão alem, produzindo método ou fórmulas para facilitar seu calculo sobre algo maior, essas formulas devem ser usadas para que possamos ganhar tempo na hora de realizar o trabalho. Em resumo, siga a formula que uma boa Justificativa do TCC deve responder claramente a quatro simples questões: o que vai ser feito, por que será feito, a quem se destina e qual a base será utilizada para a sustentação e validação das ideias propostas. Estas por sua vez, podem ser aplicas a seguinte fórmula: por que + o que + quem + base. (formula do Monografis Orientador de TCC )

LEIA TAMBÉM:  Como Fazer a Análise dos Resultados

Esta fórmula é demonstrada seguir com o tema Mudança de Marca, feita por Douglas Tybel no livro TCC, uma escrita em blocos e em seu canal no YouTube, Guia da Monografia:


Veja um exemplo abaixo:

  1. Por que: para compreender que este processo é árduo e pode não ser bem sucedido;
  2. O que: apresenta conceitos, definições e ferramentas necessárias às decisões dessa mudança;
  3. Quem: para quem pretende mudar a marca;
  4. Base: nos princípios do Marketing Moderno voltados às estratégias ligadas diretamente a Gestão de Branding.

Vamos ver o resultado?

Fórmula: por que + o que + quem + base

Resultado: Entender que o processo de mudança de marca é árduo e que pode até não ser bem sucedido apresentando conceitos, definições e ferramentas necessárias às decisões de manutenção e/ou alteração da marca da organização para quem pretende mudar a marca da sua empresa com base nos princípios do Marketing Moderno voltados às estratégias ligadas diretamente a Gestão de Branding.

Completa: O que impulsionou a realização deste trabalho foi entender que o processo de mudança de marca é árduo e que pode até não ser bem sucedido apresentando conceitos, definições e ferramentas necessárias às decisões de manutenção e/ou alteração da marca da organização para quem pretende mudar a marca da sua empresa com base nos princípios do Marketing Moderno voltados às estratégias ligadas diretamente a Gestão de Branding.


Recapitulando

tcc-recaptular

De um modo geral, uma Justificativa do TCC segundo Douglas Tybel, desenvolvido no  Monografis Orientador de TCC , apresenta quatro partes fundamentais:

  1. o porquê (motivo pelo qual este tema foi escolhido),
  2. o que (qual a função do projeto),
  3. quem (público alvo da obra)
  4. e base (fonte de informações onde seu trabalho está baseado).
LEIA TAMBÉM:  MINICURSO PROJETO TCC - SIMULADOR DE PROJETO LIBERADO!

Respondendo a todos estes questionamentos, a escolha do tema será completamente esclarecida.

Autor: Jader Bastista Favero

Fonte: Monografis Orientador de TCC

Projeto TCC Mini Curso

BIBLIOGRAFIA

ANDRADE, M. M. D. Introdução a metodologia de trabalho científico: elaboração de trabalhos na graduação. 10. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

BARBAN, A. M.; CRISTOL, S. M.; KOPEC, F. J. A essência do planejamento de mídia. São Paulo: Nobel, 2001.

BRITO, D. O que é público alvo. Disponível em < http://www.inpn.com.br/Materia/Opinioes/724 >. Acesso em: 16 Junho 2015.

KAHLMEYER-MERTENS, R. S. E. A. Como elaborar projetos de pesquisa. Rio de Janeiro: FGV, 2007.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. D. A. Metodologia científica. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2000.

SANTOS, G. D. R. C. M.; MOLINA, N. L.; DIAS, V. F. Orientação e dicas práticas para trabalhos acadêmicos. Curitiba: Ibepex, 2007.

Avaliação
Data
O que Achou?
Muito bom esse artigo, estava ficando tensa porque tbm não estava conseguindo sair desse tópico na elaboração do meu projeto, depois de ler esse artigo "clareou" minha mente... obrigada mesmo!!! 🙂
Estrelas
51star1star1star1star1star
Compartilhar: