O que é Pesquisa Experimental ?

Compartilhar:

No artigo de hoje vamos explicar mais sobre a Pesquisa Experimental. Esse tipo de pesquisa é muito utilizado no meio cientifico, onde se tem um controle laboratorial sobre as variáveis.

É uma pesquisa que tem como base a tentativa e erro. Onde, com o passar da pesquisa são feitos inúmeros testes informando cada alteração das variáveis testadas.

A pesquisa experimental é caracterizada por manipular diretamente as variáveis relacionadas com o objeto de estudo. Portanto, a pesquisa experimental se destina a dizer e compreender de que modo ou causas o fenômeno é produzido.

Definição de Pesquisa Experimental

A pesquisa experimental consiste em determinar um objeto de estudo, selecionar as variáveis que seriam capazes de influenciá-lo, definir as formas de controle e de observação dos efeitos que a variável produz no objeto. ” Gil (2007)

Portanto, a pesquisa experimental tem como objetivo manipular e controlar as variáveis da pesquisa.

Dessa forma, o pesquisador não é mais um agente passivo, que assiste ao experimento. O pesquisador na pesquisa experimental assume o papel de agente ativo, onde suas pesquisas e testes atingem diretamente o estudo.

Propriedades para fazer uma pesquisa experimental

Uma pesquisa experimental pode ser desenvolvida em qualquer lugar. Para isso precisa apresentar algumas propriedades:

  1. Manipulação
    O pesquisador precisa encontrar formas de conseguir manipular pelo menos uma das características dos elementos estudados;
  2. Controle
    O pesquisador precisa aplicar pelo menos um controle no experimento, sobretudo criar um grupo de controle;
  3. Distribuição Aleatória
    Os elementos que irão participar dos grupos experimentais e de controle devem ser feita de forma aleatória.
LEIA TAMBÉM:  O que é Pesquisa Bibliográfica ?

Passos de um experimento na pesquisa experimental

Para realizar uma pesquisa experimental e concluir um experimento é necessário seguir certos passos.

Definição de Contexto, planejamento, execução, análise e interpretação e apresentação e empacotamento. Vamos olhar cada um deles agora:

  1. Definição de Contexto
    Aqui é definido os termos do problema existente, objetos e metas que serão atingidas com o experimento;
  2. Planejamento
    Todos os processos são preparados, e as análises do experimento são avaliadas;
  3. Execução
    Depois de analisar e preparar os processos, deverá ser executada as medições;
  4. Análise e Interpretação
    Com o fim das execuções é feito uma análise dos dados coletados com suporte estatístico;
  5. Apresentação e Empacotamento
    Aqui os resultados são apresentados e criado o banco de dados, que irá armazenar todos os dados do experimento.

Tipos de variáveis na pesquisa experimental

Na hora de conduzir um experimento, iremos analisar os resultados finais, modificando as variáveis de entrada do processo.

Antes de começar um processo de pesquisa experimental é necessário a definição das variáveis dependentes e independentes. Esses dois tipos de variáveis podem ser definidos como:

Variável Dependente

São aquelas que queremos estudar para ver os efeitos das mudanças nas variáveis independentes.

Mede o efeito dos tratamentos. Normalmente é definida somente 1 variável dependente. Na maioria das vezes poderá não ser diretamente mensurável.

Variável Independente

São todas aquelas que podem ser manipuladas ou controladas.

Escolher as variáveis não é uma tarefa fácil. Normalmente exige muito conhecimento do processo. As variáveis independentes possuem efeito sobre as variáveis dependentes.

Concluindo

O tipo de pesquisa experimental é considero um dos principais tipos de pesquisa. Pois há um controle maior das variáveis e do campo de estudo.

LEIA TAMBÉM:  Enfim um exemplo de Pesquisa Explicativa

No Guia da Mamografia abordamos outros tipos de pesquisa que você pode usar em seu TCC. Caso tenha interesse poderá pesquisar na nossa lupa pelo tipo de pesquisa que você procura.

Compartilhar: