Como Fazer Um TCC: 4 Regras Que Todo Aluno Precisa Saber

Compartilhar:

Como fazer um TCC? Não raro, torna-se conhecimento, por meio dos veículos de comunicação, relatos de pessoas reclamando da dificuldade em estruturar e criar conteúdo na hora de confeccionar o TCC. Este por sua vez, deve ser escrito de forma que o leitor não tenha dificuldades em entender o assunto abordado. Em outras palavras, ele deve seguir uma estrutura.

A justificativa do TCC, por exemplo, se não for bem apresentada, de forma que fique muito claro o motivo, pode ser fator de reprovação imediata na banca. Leia o artigo “COMO MONTAR UMA JUSTIFICATIVA DE TCC COM APENAS 4 PERGUNTAS” para não cometer esse erro.

Existem quatro regras que todos os alunos devem saber sobre como fazer um TCC e estrutura-lo corretamente:

  • Apresentar os passos necessários para chegar ao ponto principal do TCC;
  • Buscar conteúdo;
  • Montar o conteúdo base;
  • Revisar;

COMO FAZER UM TCC – APRESENTAR OS PASSOS NECESSÁRIOS

Toda jornada começa com os primeiros passos, desse modo, não é diferente quando se está confeccionando um TCC, não se deve presumir que o leitor terá algum conhecimento sobre os assuntos que são abordados no mesmo. Sendo assim, quais conceitos que deverão ser explicados ao leitor antes de falar sobre ele?

Para ajudar a quem vai ler, é importante colocar no referencial teórico do TCC elementos retirados de obras como livros, revistas, jornais, artigos e outros. Isso é crucial para fundamentar as ideias abordadas pelo autor no decorrer do trabalho (SANTOS, 2006).

A partir deste ponto, é correto afirmar que antes de falar sobre qualquer assunto, é necessário fazer uma introdução. A fim de que a pessoa que for analisa-lo tenha uma base e possa entender melhor cada assunto abordado como, por exemplo:

  • O assunto do TCC é falar de Educação a Distância (EAD), primeiro deve-se falar de educação propriamente dita;
  • O assunto é desenvolvimento de software, primeiro deve-se conceituar o que é desenvolvimento de software tanto na linguagem utilizada quanto no tipo de banco de dados utilizado.

Dessa forma, é fundamental apresentar todos os caminhos a serem trilhados. Assim, não importa se a pessoa que está lendo sabe ou não, ela já chegará ao ponto principal com uma base que proporcionará um entendimento melhor sobre aquele assunto.

BUSCAR CONTEÚDO

tcc-busca-conteudo

Assim como um historiador, você deve ir em busca de sua fonte, passar por diversas aventuras, não adianta ficar parado e achar que os livros aparecerão. Essa ideia nos leva a pensar que para dar maior credibilidade ao trabalho, o aluno deve procurar conteúdo em fontes diversas para entender como fazer um TCC. Dessa forma, sua visão sobre o tema principal se ampliará fazendo com que o assunto realmente seja desenvolvido.

Uma das maiores fontes de informação no século XXI é a internet. Nela são encontrados todos os tipos de assuntos, porém nem todos são de fontes confiáveis. Para saber se ele é confiável ou não, basta averiguar se o arquivo também possui referências bibliográficas (MENDES e TACHIZAWA, 2006).

No mundo virtual, nem tudo é o que parece. Muitas informações encontradas nele são parcialmente ou totalmente falsas, por isso é importante analisar friamente toda e qualquer tipo de fonte de conteúdo que será colocado numa monografia.

LEIA TAMBÉM:  Texto Dissertativo Argumentativo - Passo a Passo [APROVADO]

Pesquisar por palavras-chave, é um ótimo meio de procurar por assuntos específicos do TCC. No momento em que alguém digita uma delas no portal da Google e começa a pesquisar, ele procura um site que tenha um conteúdo similar a ela (KENT, 2015).

Segundo os primeiro autor citado anteriormente, nem tudo que está na internet é verdade, portanto é aconselhável investigar se o assunto abordado naquele texto tem fundamentação científica. Indo ao encontro, o segundo autor alega uma forma mais rápida de pesquisa, as palavras-chave que estão de acordo com o assunto desejado.

Vê-se por isso que é importante ir atrás de novas fontes e se manter atualizado sobre o assunto do TCC. Pesquisar na internet é uma ótima opção se o estudante não tem tempo de ir a bibliotecas, porém é importante saber onde procurar e se aqueles dados realmente são verdadeiros. Uma das melhores formas de pesquisa é utilizar as palavras-chave que tenham algo a ver com o tema.

MONTAR O CONTEÚDO BASE

tcc-montar-conteudo-magnus-carlsen

Até mesmo os mestres de xadrez parte de jogadas básicas que servem como base para seus avanços para jogadas mais complexas. Assim, entende-se por conteúdo base, a parte do TCC que servirá de base teórica e sustentará o mesmo e servirá de norte para o leito. Porém ele precisa ser organizado de forma que consiga realizar essa tarefa.

Durante este trajeto, segundo Piccoli (2006, p. 41) “[…] o aluno demonstrará conhecimento da literatura básica sobre o assunto resumindo os resultados de estudos feitos por outros autores”.

Com base nessa afirmação, logo vem à mente a imagem de uma corrente, onde cada elo segura o outro formando uma ferramenta indestrutível, assim como mostra a figura a seguir:

tcc-corrente

A partir desses dados, é correto afirmar que cada parte do referencial teórico deve ser ligado a outro como na corrente, títulos e subtítulos devem se completar. Sendo que cada subtítulo deve ser uma subdivisão do título.

Enfim, o que se pretende é fazer com que o referencial teórico do TCC. Com o intuito de organiza-lo de forma coerente, onde cada título terá subdivisões ligadas a ele formando assim uma estrutura parecida com a de uma corrente.

REVISAR

tcc-revisao

Depois de finalmente terminar um capítulo e antes de enviar ao orientador, é importante revisar. Sendo assim, erros que às vezes passam despercebidos podem ser consertados.

Ao cometer um equivoco o melhor a fazer e procurar onde ocorreu o erro e aprender com ele. Já que o maior problema não é errar, mas sim não aprender com o que aconteceu e não tentar corrigir (STAMATEAS, 2008).

Sob essa ótica, ganha particular relevância o fato das pessoas cometerem algum deslize na hora de fazer o TCC. Por isso é importante reler com calma o que foi escrito e tentar conserta-los.

LEIA TAMBÉM:  Como fazer um TCC com Orientador de TCC VIRTUAL

Alguns truques podem ser úteis na hora de corrigir, pois muitas vezes os estudantes não conseguem enxergar os próprios erros, afirma David Brewer (2014):

Tente enganar o cérebro – altere o tamanho e a cor do texto, a letra e o fundo. Não se prenda na narrativa – leia debaixo para cima, assim você é forçado a pensar. Imprima e leia em voz alta – para poder ouvir bobagens na construção das frases.

A partir daí, é possível ver que erros são comuns quando se está fazendo um trabalho, porém é importante conserta-los. Para facilitar essa tarefa, devem-se utilizar as mais diversas brincadeiras para conseguir erradica-los.

Conclui-se que, um dos pontos mais importantes quando se trata de como fazer um TCC é a revisão. Nela todos os equívocos e deslizes serão consertados. Para ajudar, existem diversas formas de fazer com que a mente encontre-os numa releitura.

BAIXE O E-BOOK COMO FAZER UM TCC

RECAPITULANDO COMO FAZER UM TCC

Em resumo, para estruturar um TCC, será preciso seguir quatro regras:

  • Apresentar os passos necessários para chegar ao ponto principal do TCC: antes de falar sobre algo, faça uma breve introdução e conceitue os pontos que o leitor deverá entender para compreender melhor ponto principal;
  • Buscar conteúdo: todo o conteúdo deve ser procurado em fontes diversas para dar mais credibilidade ao trabalho. É importante procurar em livros, jornais e revistas ou em qualquer fonte desde que essa seja da mais absoluta confiança;
  • Montar conteúdo base: é o conteúdo que sustentará as ideias do TCC em si. Todos os tópicos devem conter um título e um subtítulo ligado ao mesmo, muito semelhante a uma corrente;
  • Revisar: após terminar, releia todo utilizando truques para enganar o cérebro e encontrar os erros.

Como Fazer Um TCC: 4 Regras Que Todo Aluno Precisa Saber – Por: Jader Bastista Favero
Ajuda revisão: Manuel Capristanio

Artigo:  Como fazer um TCC

Fonte: Monografis Orientador de TCC 

BIBLIOGRAFIA

BREWER, D. Media Helping Media: Free Journalism Training Resources, 2014. Disponivel em: <http://www.mediahelpingmedia.org/training-resources/journalism-basics/657-tips-for-journalists-spotting-your-own-mistakes>. Acesso em: Agosto 2015.

KENT, P. Otimização para mecanismos de busca para leigos. 5. ed. Rio de Janeiro: Alta Books, 2015.

MENDES, G.; TACHIZAWA, T. Como fazer monografia na prática. 12. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

PICCOLI, J. J. Normalização para trabalhos de conclusão em Educação Física. 2. ed. Canoas: ULBRA, 2006.

SANTOS, V. D. Trabalhos acadêmicos: uma orientação para a pesquisa e normas técnicas. Porto Alegre: AGE, 2006.

STAMATEAS, B. Resultados extraordinários: técnicas e estratégias simples para tornar seus sonhos realidade. Cotia: Vergara & Riba, 2008.

Compartilhar: