Tipos de Revisão de Literatura

Compartilhar:

Vídeo mostra os Tipos de Revisão de Literatura. Entenda os três tipos de revisão de literatura para escrever corretamente um TCC no estado da arte e tirar nota 10 na sua apresentação usando o poder da escrita dissertativa.

Quais são os tipos de revisão de literatura e o que será abordado no artigo?

  • Tipos de revisão de literatura
  • Diferença entre revisão integrativa e sistemática
  • Revisão sistemática x revisão narrativa
  • Revisão narrativa TCC

Tipos de revisão de literatura

Podemos conceituar tipos de revisão de literatura como sendo a lista das possíveis formas de escrita dissertativa em formato de revisão literária. Então, é preciso assumir que para cada tipo de revisão, devemos tomar uma postura diferente ao escrever. Certamente se trata de não se enganar na hora de começar sua revisão.

Podem-se considerar diversos tipos de revisão da literatura, consoante a finalidade a que a mesma se destina e outros fatores que a abalizam. […] consideram existir dois tipos de revisão da literatura tendo em conta o objetivo a que se destinam – Revisão básica e a avançada. (CORREIA e MESQUITA, 2014, p. 217-218).

É interessante, aliás, entender as diferenças antes de começar, conforme explicado acima, esses três tipos são os mais relevantes. Mesmo assim, não parece haver razão para que o aluno não saiba diferenciá-los. É sinal de que há, enfim, certa confusão na hora de saber fazer a escolha.

Sendo assim os tipos de revisão podem variar, porém têm-se as principais. Por isso, fica evidente que é muito útil entender suas diferenças para não errar a escolha. Espera-se, por exemplo, que o aluno tire essa dúvida com seu orientador antes de começar sua revisão de literatura.

Diferença entre revisão integrativa e sistemática

A revisão integrativa de literatura é um método que tem como finalidade sintetizar resultados obtidos em pesquisas sobre um tema ou questão, de maneira sistemática, ordenada e abrangente. (Mais usada na área clínica). Tem seu foco em um tema inteiro, procura mostrar o que o mundo está falando sobre o TEMA X.

LEIA TAMBÉM:  COMO FAZER A METANÁLISE - FOREST PLOT

A revisão sistemática, diferentemente da revisão integrativa, é um método utilizado para responder a uma pergunta específica sobre um problema específico. Mostra que, por exemplo, o foco do estudo está em uma pergunta específica. Por essa razão, tem particular relevância quando se trata de fontes tiradas de artigos científicos ou fontes confiáveis.

As revisões sistemáticas são bem recebidas em artigos científicos para publicação em revistas. Também não há necessidade de ir a campo, sempre a base do estudo são os artigos tidos como fonte, vem mostrar o que há de novo sobre um problema, procura mostrar o que o mundo está falando sobre a questão problema e geralmente é usada na área de saúde.

Revisão Narrativa

Na revisão narrativa você terá como base apenas alguns trabalhos ou fontes sobre o assunto que é considerado mais importante. Vai ler cada trabalho e fazer pequenos resumos.

Então, o estudante apresenta os resultados com base dos resumos realizados, sem muito critério ou método rígido a ser seguido. Tem o objetivo trazer uma revisão atualizada do conhecimento estudado, visto que é adequada para a fundamentação teórica de artigos, dissertações, teses, trabalhos de conclusão de cursos.

Recapitulando

É possível afirmar que a revisão narrativa é a mais comum para trabalhos de conclusão de curso. Primeiro, porque não há tanta rigidez quanto os outros tipos de revisão. Depois, porque ficou obvio que seu uso não se tornará um trabalho desgastante. Logo, torna-se fundamental o uso de revisões mais rígidas para publicações científicas, como, por exemplo, a revisão sistemática.

  • O que é revisão integrativa
  • Revisão sistemática o que é e como fazer
  • Revisão narrativa artigo
  • Objetivo da revisão de literatura

Não menos importante que essa consideração, entretanto, é visivelmente claro que a revisão narrativa é mais usado devido sua pouca rigidez com a lista de fontes. Além do mais, o estudante deve receber essa informação do seu orientador ou no mínimo questioná-lo sobre o tipo de revisão que deve fazer.

Obras Citadas

CORREIA, A. M. R.; MESQUITA, A. Mestrados e Doutoramentos. 2ª. ed. Porto: Vida Economica Editorial, 2014. 328 p.

Compartilhar: