Tipos de Resultados TCC – Entenda o que a Banca do TCC espera de você e faça bonito!

Compartilhar:

No artigo de hoje, falaremos sobre os Tipos de Resultados do TCC. Esse é o segundo artigo da nossa série de vídeos e artigos sobre resultados do TCC. Preste bastante atenção para não perder nenhum detalhe.

Como saber o Viés de Entrega

O primeiro passo para desenvolver os resultados do seu TCC é saber que tipo de resultado a banca espera de você, se é uma monografia, uma dissertação, uma tese, enfim.

Sabendo o que a banca vai esperar de você, fica muito mais fácil para realizar um planejamento e um estudo para apresentar o seu TCC.

Vou apresentar aqui alguns tipos de viés de entrega que podem ser utilizados na apresentação do seu TCC.

TCC e Monografias

Você tem que entender que as únicas coisas que são esperadas de você na banca são uma análise e uma descrição, nada mais do que isso.

Ou seja, você pega uma fonte de coleta, como explicado na aula anterior, faz a análise dessa fonte e descreve ela para a banca, simples assim.

O TCC fica muito mais fácil quando você entende o que tem que entregar, se não sabe o que entregar,  vai perder muito tempo tentando acertar e não é isso que a gente quer, não é mesmo?

Pilares do Artigo Científico

O artigo é algo que varia muito de instituição pra instituição, cada uma tem suas peculiaridades e você tem que fazer o seu de acordo com as exigências da sua instituição de estudo.

Porém, um artigo consiste em três pilares:

  • Aplicação
  • Análise
  • Descrição
LEIA TAMBÉM:  Discussão na Revisão de Literatura

Então ou você vai analisar e descrever alguma coisa ou você vai aplicar alguma coisa e fazer a descrição de como foi feira essa aplicação.

Dissertação

O viés da dissertação é uma crítica. Normalmente em dissertações se falam de impactos, por exemplo, “ah, qual é o impacto de tal coisa em relação a outra coisa…”. No impacto, você pode fazer críticas.

A dissertação consiste na explanação ou na discussão de conceitos de ideias. Encontra-se em discursos, editoriais, artigos, ensaios, crônicas, trabalhos científicos, romances. Pode ser expositiva ou argumentativa. (NADÓLSKIS, 2013)

Mas o que seria criticar? É justamente você analisar e fazer perguntas, questionar. “Será que no lugar disso não poderia fazer assim…”, coisas do tipo. Então você vai criticando ao longo do projeto.

O nome dissertação vem de dissertar que é argumentar. Portanto, você deve sempre fazer críticas argumentativas sobre o projeto e se possível, apresentando possíveis soluções.

Sendo assim, a banca espera que você além de descrever as coisas que descobriu, critique-as durante essa descrição.

Tese

A tese tem um viés de descoberta, é interessante que você apresente um quadro diferente, um quadro novo, algo que seja uma novidade, uma descoberta.

Podendo ser até utilizada por outros alunos em artigos científicos, tendo a sua descoberta citada por eles. Você não tá ali mais para descrever ou criticar e sim para descobrir.

Além de fazer a descoberta, apresente-a de forma apropriada para banca. Podendo categorizar isso fazendo descobertas no mesmo assunto, porém em viés diferente. Faça estudos que nunca foram feitos antes, desbrave um mar de conhecimentos.

Por exemplo, caso você queira descobrir quais são as principais características que definem um bom mestre de jiu-jitsu. Você faria um estudo e categorizaria ele, “Quais são os 5 princípios que definem um bom mestre?”.

LEIA TAMBÉM:  Resultados do TCC bibliográfico - Exemplo passo a passo

Resultados Quantitativos, Qualitativos e Quali-quantitativos

Vou tentar explicar a diferença dos 3 da forma mais simples possível, apenas para você entender o básico.

Se você vai usar ferramentas estatísticos, o seu resultado vai ser quantitativo.

Se você vai interpretar os dados, o seu resultado vai ser qualitativo.

Se você vai utilizar das duas formas, o seu resultado vai ser quali-quantitativo.

Concluindo

Essa foi a aula sobre os tipos de resultados de TCC. Caso tenha ficado com alguma dúvida, entre no nosso canal no YouTube e assista alguns vídeos que com certeza te ajudarão.

Referencias

NADÓLSKIS, Hêndricas. Normas de Comunicação em Língua Portuguesa. 27. ed. São Paulo – SP: Editora Saraiva, 2013.

Compartilhar:

Deixe seu comentário