Não saber escrever texto dissertativo-argumentativo | Erros no TCC | #05

Compartilhar:

Não saber escrever um texto dissertativo-argumentativo é um dos maiores erros cometidos pelos alunos e existem diversas técnicas utilizadas para ajudar na montagem da estrutura de um texto dissertativo. Acompanhe o artigo para saber mais sobre.

Texto dissertativo-argumentativo

Este problema de não saber escrever textos é um problema básico que em sua grande maioria vem lá do ensino fundamental e médio, muitos alunos não recebem as instruções corretas durante sua formação no ensino médio e fundamental e acabam levando essa deficiência para o ensino superior.

O texto dissertativo-argumentativo – desenvolve uma tese, um conceito. Com forte valor opinativo (argumentativo) o autor deixa clara a sua posição em relação ao assunto, procurando fazer com que seu ouvinte/leitor aceite e acredite em seus argumentos. (BONAMIN, 2009).

A grande maioria dos textos escritos pelos alunos atualmente não tem nexo uma coisa com a outra, são textos escritos de forma completamente errada.

4 passos fundamentais
4 passos fundamentais

Existem 4 passos fundamentais para a estruturação de um texto dissertativo argumentativo:

Tendo conhecimento nesses 4 passos, você conseguirá montar um texto de forma coerente. Lembrando que se o seu orientador chamou sua atenção nesse quesito, dê total prioridade para isso, pois é muito importante.

Faça cursos, procure vídeos na internet, busque o conhecimento necessário para melhorar o que for preciso.

Concluindo

Viu como que saber escrever um texto dissertativo argumentativo é de extrema importância? Muitas pessoas têm essa deficiência e acabam deixando de lado, não seja uma delas! Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos! Caso tenha ficado com alguma dúvida, entre em nosso canal no YouTube e acesse os nossos vídeos.

LEIA TAMBÉM:  9 TIPOS DE TEXTO DISSERTATIVO ARGUMENTATIVO (DEFINITIVO)

Referências

BONAMIN, Márcia Costa. Fundamentos Do Texto Em Língua Inglesa i. 1. ed. Curitiba – PR: IESDE BRASIL SA, 2009. Disponível em: https://books.google.com.br/books?id=suAYNMFKaugC. Acesso em: 23 ago. 2020.

Compartilhar:

Deixe seu comentário