Roteiro de Relato de Experiência TCC

Compartilhar:

Será que é possível utilizar o próprio relato de experiência profissional, social ou cultural no seu TCC? Afinal, quando a pessoa conhece todos os detalhes da experiência vivida no dia-a-dia, pode enriquecer o relato com informações fundamentais para a solução do problema.

Por outro lado, o excesso de detalhes ou não incluir as informações que são realmente relevantes, podem tornar o TCC incoerente. Então, como documentar o que faz?

Quais as dificuldades ao fazer um relato de experiência?

Analisando as dificuldades encontradas pela maioria dos alunos ao desenvolver um relato de experiência, você pode ter um “norte” para não cair nas mesmas armadilhas.

“A primeira dificuldade para as pessoas envolvidas nessa produção era evitar a autobiografia linear e dominar o relato de fatos selecionados, associado a comentários e avaliações.A segunda era a falta de um texto de referência que orientasse os passos de produção e lhes desse suporte teórico e metodológico.” (VOTRE e BERG, 2018, p. 19)

O que facilitaria o desenvolvimento do relato de experiência é saber a sequência das informações a serem descritas.

No Monografis, você encontra as instruções sobre o que escrever em cada parágrafo do capítulo. Vamos ver como se faz o relato de experiência no Monografis.

Como Criar Capítulo de Relato de Experiência?

Acompanhando o passo-a-passo de como criar o capítulo de relato de experiência, você vai ver como é fácil e dinâmico:

INTRODUÇÃO DO RELATO

Como ficaria:
O Planejamento integrado pode vir a auxiliar a integração de todas as áreas envolvidas no processo de manutenção. Na prática o planejamento integrado pega as tarefas que não estão sendo controladas e centralizam, de forma que todas as áreas envolvidas no processo de manutenção poderão fazer parte do método como uma coisa só.

CITAÇÃO INDIRETA – MARCO TEÓRICO DO RELATO

Os enfermeiros, por serem agentes de promoção da saúde, também vêm desenvolvendo trabalhos assistenciais e de pesquisa na área, visto as inúmeras publicações científicas enfocando a temática da adolescência (CALDAS,1991; CADETE, 1994; OLIVEIRA, 1997). Estes pesquisadores consideram a necessidade de realizar um exame reflexivo das ações de assistência à saúde desenvolvidas com os adolescentes, para compreender o universo de saúde deles e proporcionar-lhes respostas empáticas, compreensivas e seguras a seus problemas e questionamentos.

LOCAL E A POPULAÇÃO DO RELATO

EXEMPLO:
As atividades de educação para a saúde foram realizadas com adolescentes moradores de uma comunidade de baixa renda, localizada na Zona Oeste da Região Metropolitana de São Paulo. Os membros do Núcleo de Assistência para o Autocuidado da Mulher (NAAM), realizam atividades de pesquisa e promoção dos diversos aspectos da saúde.

As sessões ocorreram no período de setembro a dezembro de 1997, nas dependências de uma Congregação Religiosa, situada nas proximidades da comunidade que mantém um projeto denominado Centro da Juventude (CJ), em parceria com o Governo Municipal. Este tem por objetivo manter os jovens ocupados com atividades esportivas, reforço escolar, entretenimento, convivência social, entre outras. O grupo foi composto por 34 adolescentes, na faixa etária entre 12 e 18 anos, sendo 13 do sexo feminino e 21 do masculino.

LEIA TAMBÉM:  APRESENTAÇÃO TCC: 2 Dicas NUNCA vistas antes

A proposta inicial do trabalho estabelecia que ele seria desenvolvido na própria comunidade. Nos contatos iniciais com os adolescentes em seus domicílios, pôde-se perceber que eles encontravam se diariamente no CJ referido, o que levou as pesquisadoras a realizarem o trabalho naquele local.

Estabeleceu-se contato preliminar com o responsável pelo CJ. Este aprovou prontamente a nossa ideia, pois também avaliava que os adolescentes necessitavam conhecer e cuidar melhor da saúde deles.

PRIMEIRA SESSÃO DO RELATO

Na primeira sessão com os jovens, ocorrida no final de agosto de 1997, as duas pesquisadoras, autoras deste artigo, apresentaram os objetivos gerais e específicos do estudo. Foi-lhes oferecida a oportunidade para expor as dúvidas que eles tinham em relação a algum aspecto da saúde, da maneira que julgassem mais conveniente. Os adolescentes optaram por expor suas dúvidas oralmente. Eles também desejaram dividir o grupo segundo o sexo, sugestão esta respeitada pelas educadoras. Assim sendo, primeiramente se realizava a sessão grupal com um determinado sexo e, na seqüência, com o outro. Em todas as sessões subsequentes foi adotado o mesmo critério, e contou com a presença das duas pesquisadoras.

AS DEMAIS SESSÕES DO RELATO

Nesse bloco você continua a relatar as sessões, deixe claro qual sessão é, por exemplo, “Na sessão 2” ou “Na etapa 2, Na etapa 3, Na etapa 4”, algo assim.

Nesse mesmo bloco faça pelo menos um parágrafo (uma abaixo do outro) para cada etapa.

Você deve respeitar parágrafos de no mínimo 2 frases cada com no máximo de 8 linhas. Explique e pode ter mais de um parágrafo nesse bloco.

EXEMPLO:
Na segunda etapa do PAE, a experiência das alunas transcorreu com a disciplina do curso de graduação denominada Enfermagem no Cuidado da Criança e da Família na Experiência de Doença, considerada obrigatória, oferecida aos alunos dos 5º e 6º semestres, tendo por finalidade instrumentalizá-los para o cuidado de enfermagem à criança e à família no âmbito hospitalar.

METODOLOGIA EMPREGADA NO RELATO

EXEMPLO:
Os recursos didáticos adotados em cada sessão foram selecionados segundo o critério da adequação ao conteúdo a ser trabalhado naquele dia. Foram utilizadas a exposição dialogada, várias dinâmicas grupais e filmes comentados. Realizaram-se nove sessões, com presença média de dez adolescentes em cada uma. Pelo fato dos jovens terem optado pela divisão do grupo segundo o sexo, ocorriam duas sessões no mesmo dia, uma subseqüente a outra. O tempo médio de duração de cada uma foi 1h30.

ETAPA FINAL DO RELATO

Agora deixe claro o encerramento das sessões e começo da apresentação dos resultados observados.

Elementos esperados no encerramento:

Um resumo dos participantes.
Categorias ou classificações realizadas para melhor trabalhar as sessões.
O que foi identificado de semelhante entre os grupos.
Experiências do grupo.

EXEMPLO:
Na etapa final, as alunas de pós-graduação participaram com as respectivas docentes dos estágios dos alunos de graduação desenvolvidos nos campos de prática hospitalar. Cada grupo constituído por 10 a 11 graduandos foi para diferentes unidades pediátricas. Durante essa fase, as experiências das pós-graduandas foram bastante diversificadas, tais como: acompanhamento direto dos alunos no desenvolvimento das técnicas já aprendidas em laboratório, orientações para o preparo dos estudos de caso e auxílio na revisão do conteúdo teórico.

LEIA TAMBÉM:  Como REFERENCIAR no Word uma Citação de PREFÁCIO

CLASSIFICAÇÃO DOS RESULTADOS DO RELATO

Nesse bloco pontue o que foi feito para classificar e tratar todo o conteúdo observado nas sessões.

Você pode pontuar e falar um pouco sobre o que foi assinalado.

Esse bloco pode conter diversos parágrafos para explicar a classificação dos dados.

Se não puder pontuar, não tem problema, pode simplesmente explicar como fez.

Você pode introduzir uma descoberta, porque no próximo bloco apresentará os resultados.

EXEMPLO:
Este trabalho foi realizado de acordo com as seguintes etapas:

  • Preparação de respostas às perguntas dos adolescentes, com base na literatura científica;
  • Classificação e agrupamento das mesmas, segundo o critério da similaridade;
  • Decodificação de linguagem, na ótica das próprias pesquisadoras, da científica à popular com adoção de termos utilizados pelos próprios adolescentes;
  • Elaboração de ilustrações relativas aos conteúdos, para facilitar a compreensão das respostas, aos olhos dos adolescentes;
  • Avaliação do material pelos adolescentes para sugestão das alterações pertinentes;
  • Revisão do material, conforme sugerido e levado novamente a apreciação, procedimento este repetido até a validação final do material pelos adolescentes.

APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO RELATO

Nesse bloco você apresenta os resultados. Importante lembrar seu problema, objetivo geral e específicos.

Lembre-se de deixar sua descoberta aqui. Sintetizar o que você vivenciou ou descobriu em uma afirmativa é uma ótima foma de chamar a atenção. Isso mostra que seu objetivo geral foi alcançado.

Aqui presentam-se os resultados observados e as considerações tecidas a partir dos mesmos.

Você pode fazer quantos parágrafos achar necessário para apresentar seus resultados.

EXEMPLO:
Os principais tópicos que foram alvo dos interesses dos adolescentes de ambos os sexos foram sobre o conhecimento do corpo e do funcionamento do mesmo; a capacidade reprodutiva do ser humano e o controle da fertilidade; o aborto e as conseqüências de sua realização, sob o ponto de vista físico, legal e de saúde mental; o uso da camisinha, as doenças que pegam por meio do sexo e AIDS; as conseqüências do uso do álcool e das drogas; e sobre a ocorrência e a evolução de uma gravidez. Todos estes tópicos foram discutidos no transcorrer do desenvolvimento dos grupos, inseridos dentro de uma conjuntura socioeconômica e cultural, muito embora o material produzido contivesse apenas as “respostas” pontuais às questões formuladas pelos adolescentes.

Assim ficou fácil, não é? Com o sistema Monografis Orientador de TCC mesmo as partes mais complicadas do seu trabalho se tornam uma moleza.

Concluindo

Agora você descobriu que é possível incluir o relato de experiência em seu TCC e que utilizando o Monografis essa tarefa é bem rápida. Esse sistema, tem ajudado muitos alunos a terminarem o TCC com qualidade e em tempo recorde!

Referências

VOTRE, S. J.; BERG, R. D. S. Orientações para a Escrita Acadêmica: Memorial de Conclusão de Curso. Rio de Janeiro: Mauad, 2018. 19 p.

Compartilhar:

Deixe seu comentário