Plágio Específico | Tipos de Plágio | #02

Compartilhar:

Posso generalizar dados? Caso faça isso, corro risco de reprovar? Posso simplesmente imaginar um número e colocar no trabalho? Como o examinador vai saber se cometi plágio específico? Com certeza você já cometeu esse tipo de plágio alguma vez e não percebeu, leia com atenção para não repetir esse erro.

Plágio Clássico Específico

O plágio clássico específico é aquele tipo de plágio que o aluno imagina um dado específico e coloca no trabalho sem pesquisar nenhum tipo de fonte para comprovar tal dado, como assim?

Por exemplo, “milhões de pessoas são adeptas a isso…”, o aluno simplesmente generalizou um fato e imaginou um dado para por no seu trabalho. Isso é muito comum entre as pessoas, porém poucas pessoas tem noção de que também se enquadra em plágio.

As referências são um componente importante do projeto de pesquisa, pois têm o papel de oferecer ao leitor mais algumas pistas sobre os caminhos teóricos e metodológicos percorridos pelo pesquisador. (REIS, 2009).

Temos sempre que ter em mente que o TCC é um trabalho científico. É prudente de sua parte informar a fonte de suas informações. Você não pode simplesmente jogar um dado sem fonte em seu TCC e achar que está tudo bem.

Outro exemplo é “o YouTube é a maior plataforma de vídeos da internet.”. Apesar de parecer uma informação óbvia, não se pode simplesmente colocar esse dado e não apresentar nenhum tipo de fonte.

Onde está falando que o YouTube é a maior plataforma de vídeos? Tem algum artigo? Revista? Algo que possa ser utilizado como referência em um trabalho científico.

LEIA TAMBÉM:  Qual Percentual Aceitável de Plágio ?

Outro caso de plágio clássico específico é quando a pessoa não lembra com exatidão o número do dado e acaba “arredondando” para um número mais próximo, se está entre 70% e 80% o aluno coloca 75% para ficar em um “meio termo”.

Isso também não é nada recomendado, sempre busque os dados com a maior exatidão possível e claro, com fontes.

Como o examinador vai descobrir o plágio no TCC?

Os examinadores são extremamente qualificados e treinados para esse tipo de situação, sendo assim, só de ler um dado desse tipo o examinador já irá atrás da fonte utilizada, caso não tenha, isso se enquadrará em plágio clássico específico, podendo até causar reprovação.

Concluindo

Agora você sabe que não se pode simplesmente generalizar um dado e coloca-lo de qualquer jeito em seu trabalho, isso pode causar a sua reprovação. E não pense que os examinadores não irão perceber, todos são treinados para esse tipo de situação e conseguem detectar um plágio em seu trabalho. Gostou do artigo? Caso tenha ficado com alguma dúvida, entre em nosso canal e acesse os nossos vídeos.

Referencias

REIS, Marília Freitas de Campos Tozoni. Metodologia de Pesquisa. 2. ed. Curitiba – PR: IESDE BRASIL SA, 2009. Disponível em: https://books.google.com.br/books?id=WN9ebtchQF0C. Acesso em: 26 jun. 2020.

Compartilhar:

Deixe seu comentário