Plágio clássico e tipos de plágio – #01

Compartilhar:

Posso ser preso se for pego plagiando? O que fazer ao perceber que cometeu plágio? Provavelmente você já cometeu o plágio clássico alguma vez na vida, como não cometer mais esse erro?

O que é o plágio clássico?

Plágio clássico é aquele tipo de plágio que contém uma cópia exata ou imitada da obra sem informar a fonte autoral.

É a cópia exata de textos retirados de outros trabalhos vindos da internet, de artigos, livros, entre outros e transcritos no trabalho sem a identificação da devida fonte. (ESTRELA, 2018, p.248).

O plágio pega muito mal, não só para você, mas como também para toda a instituição.

Plágio Clássico
Plágio Clássico

O Plágio acadêmico clássico só contempla texto?

Não, todo e qualquer tipo de material que é copiado sem referenciar o autor, se enquadra em plágio clássico. Nisso abrangemos imagens, textos, áudios, obras de arte e todo e qualquer tipo de material que não pertence a sua autoria.

Copiar um trecho de um livro sem fazer a citação, substituindo as palavras por sinônimos também se enquadra em plágio, muitas pessoas acham que só substituir uma palavra ou outra já as livra do plágio, porém, não é bem assim.

Faça sempre as citações, coloque sempre as fontes e referencias do autor original, isso além de ser uma questão ética e moral, se enquadra em uma questão de lei.

Posso ser preso ao plagiar no TCC??

Isso mesmo que você leu, plágio é crime. Está disposto na constituição que plágio é um crime com pena de 3 meses a 1 ano de detenção. Portanto, tome muito cuidado com tudo que utiliza, especialmente se a utilização for para fins comerciais.

LEIA TAMBÉM:  Qual Percentual Aceitável de Plágio ?

Afinal, ninguém gosta de ver outra pessoa ganhando dinheiro ou créditos com uma obra que não é de sua autoria.

Artigo constituição
Artigo constituição

Crime de Violação aos Direitos Autorais no Art. 184 – Código Penal, que diz: Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: Pena – detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa.

§ 1º Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: Pena – reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa.

§ 2º Na mesma pena do § 1o incorre quem, com o intuito de lucro direto ou indireto, distribui, vende, expõe à venda, aluga, introduz no País, adquire, oculta, tem em depósito, original ou cópia de obra intelectual ou fonograma reproduzido com violação do direito de autor, do direito de artista intérprete ou executante ou do direito do produtor de fonograma, ou, ainda, aluga original ou cópia de obra intelectual ou fonograma, sem a expressa autorização dos titulares dos direitos ou de quem os represente.

§ 3º Se a violação consistir no oferecimento ao público, mediante cabo, fibra ótica, satélite, ondas ou qualquer outro sistema que permita ao usuário realizar a seleção da obra ou produção para recebê-la em um tempo e lugar previamente determinados por quem formula a demanda, com intuito de lucro, direto ou indireto, sem autorização expressa, conforme o caso, do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor de fonograma, ou de quem os represente: Pena – reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa.

LEIA TAMBÉM:  Como Transferir REFERENCIAS Word para outro Computador

Não pense nunca que isso não irá acontecer com você e sempre se previna da melhor maneira possível.

Concluindo

Agora você já sabe como não cair em plágio clássico e quais são as consequências disso. Vimos que não é só imitação de texto que pode ser plágio, mas outros materiais. Bem como, ser preso pode ser consequência desse ato inicialmente inocente. Gostou do artigo? Caso tenha ficado com alguma dúvida, entre em nosso canal no YouTube e acesse os nossos vídeos.

Referências

ESTRELA, Carlos. Metodologia Científica: Ciência, Ensino, Pesquisa. 3. ed. São Paulo – SP: Artes Médicas, 2018. Disponível em: https://books.google.com.br/books?id=67VIDwAAQBAJ. Acesso em: 23 jun. 2020.

Compartilhar:

Deixe seu comentário