Posso começar a Monografia sem o Projeto do TCC?

Compartilhar:

No artigo de hoje veremos sobre projeto de TCC, será que posso entregar a minha monografia sem antes fazer o projeto? Como que funciona essa questão? Veja mais abaixo!

Posso entregar a Monografia sem ter o projeto pronto?

Recebi a seguinte pergunta de um aluno: “Já tenho o tema e tenho que entregar o meu trabalho o mais rápido possível, preciso mesmo fazer o projeto?”.

Então, a resposta é sim! Mas professor, por que preciso fazer o projeto se ele não é obrigatório?

Se não for obrigatório, sugiro que faça pelo menos os elementos básicos como, por exemplo, problema de pesquisa, objetivo geral e etc. Se não tiver um projeto em mãos, terá que fazer na introdução do mesmo jeito.

O projeto não é o trabalho monográfico. É tão-somente um plano de estudos, instrumento no qual o pesquisador esboça um experimento antes mesmo de pôr a experiência em prática. (MERTENS et al., 2007)

Veja bem, no Monografis, nosso método consiste me partir do projeto para ganhar tempo na confecção do seu trabalho, o projeto funciona como um norteador do seu TCC, sem ele, as chances de você se perder durante o processo são enormes.

Com o projeto, você consegue lidar melhor com contratempos que podem acontecer durante a pesquisa pois já tem toda a base do a Monografia planejada.

Imagine um pedreiro construindo uma casa sem ter feito nenhum projeto antes, as chances de ocorrerem inúmeros problemas são enormes não é mesmo? Na sua monografia é exatamente a mesma coisa.

Portanto, faça um projeto antes, tenha uma base e algo que te dê noção de qual direção você tem que seguir.

LEIA TAMBÉM:  Sites Confiáveis para Pesquisa (NACIONAIS)

Concluindo

Esse foi o artigo de hoje! Gostou? Caso tenha ficado com alguma dúvida acesse o nosso canal no YouTube e dê uma olhada em nossos vídeos, tenho certeza que vão te ajudar!

Referencias

MERTENS, Roberto S. Kahlmeyer; FUMANGA, Mario; TOFFANO, Claudia Benevento; SIQUEIRA, Fabio. Como Elaborar Projetos de Pesquisa: Linguagem E Método. 1. ed. São Paulo – SP: FGV Editora, 2007.

Compartilhar:

Deixe seu comentário