O estudo de caso realmente é mais difícil que os demais?

Compartilhar:

O estudo de caso é mais difícil que os demais? Neste artigo destrincharemos essa questão esclarecendo quais são as diferenças entre um estudo de caso e outros tipos de TCC.

Estudo de caso é mais difícil que os demais?

Depende, tanto o estudo de caso como o TCC bibliográfico tem suas particularidades, não acho que exista um mais difícil do que o outro, tudo depende das condições disponíveis para fazer.

Quais seriam essas condições professor? As principais condições que devem ser levadas em consideração são o tempo que você tem para fazer e se realmente vai fazer um estudo completo, indo a campo para fazer pesquisas, etc.

Como assim? Esse tipo de trabalho demora muito mais tempo para ser feito do que um TCC bibliográfico. Pois, quando está em processo, não é possível adquirir todas as respostas de forma imediata.

Um estudo de caso investiga um fenômeno contemporâneo (o “caso”) em seu contexto no mundo real, especialmente quando as fronteiras entre o fenômeno e o contexto puderem não estar claramente evidentes. (YIN, 2015).

Por exemplo, em uma graduação de agronomia, fazendo um estudo sobre a influência das fases da lua nas plantações, não seria possível adquirir os resultados em pouco tempo, pelo motivo de que teria que esperar as plantações darem frutos para verificar se as diferentes fases da lua tiveram alguma influência.

Portanto, não podemos afirmar com certeza que é mais difícil, são tipos diferentes de trabalhos que possuem peculiaridades.

Concluindo

Vimos que o estudo de caso possuí suas peculiaridades em relação aos outros tipos de pesquisa, porém, isso não significa que seja mais difícil que os demais. Gostou do artigo? Caso tenha ficado com alguma dúvida, entre em nosso canal no YouTube e acesse os nossos vídeos.

LEIA TAMBÉM:  Escrever um TCC em uma Semana é Possível?

Referências

YIN, Robert K. Estudo de Caso – 5.Ed. 5. ed. São Paulo – SP: Bookman Editora, 1 jan. 2015. Disponível em: https://books.google.com.br/books?id=EtOyBQAAQBAJ. Acesso em: 2 jun. 2020.

Compartilhar:

Deixe seu comentário