Discurso de formatura tipos de histórias

Compartilhar:

Como fui escolhido como orador da turma, fui preparar o meu discurso. Mas lembrei que uma boa história, além de ser interessante para a plateia, serviria para estimular a turma.

Mas que tipos de histórias posso usar no meu discurso de formatura?  

Uma boa história prende a atenção

É claro que o desejo de qualquer orador é que seu discurso cative e encante sua plateia. Com isso em mente, escolherá com cuidado uma experiência da turma que seja mais apropriado ao momento. Afinal, foram anos de convivência, e os momentos de concentração, esforço, trabalho, bem como de descontração não passaram em branco.

Ao contar e recontar suas histórias, a narradora resgata memórias, remodelando-as segundo a ótica do presente e atribuindo significado às experiências vividas. (FEFERBAUM e QUEIROZ, 2019)

Contudo, alguns talvez se sintam intimidados de ter que apresentar o discurso sozinho, pois de fato é uma pesada responsabilidade. No entanto, podem verificar entre os procedimentos de sua instituição a possibilidade de fazerem a apresentação com dois oradores. Porém, ao invés de se escolher dois homens ou duas mulheres, seria interessante que um casal fizesse a apresentação.

É possível encontrar alguns modelos de apresentações colaborativas na internet com abertura, encerramento e tudo mais. Mas achará melhores sugestões no Guia da Monografia.

Tipos de história para um discurso de formatura

Uma boa história tem o poder de, não só prender a atenção das pessoas, mas também de influenciar e transformar. Se for bem contada então, pode atenuar sua extensão e ser gravada em mentes. De modo geral, a história tem sido considerada um marco na evolução do ser humano.

LEIA TAMBÉM:  Como preparar um bom discurso de orador da turma

Assim, depois de verificar procedimentos e regras de sua instituição, basta agora escolher o tipo de história. Naturalmente, essa escolha deverá refletir o que melhor represente o perfil de sua turma. Embora existam uma gama de exemplos para se definir, segue algumas opções interessantes.

  • Autorevelação – poderá contar a história de outras pessoas ou da turma;
  • Superação de alguém – poderá descrever a história de superação de alguém;
  • Superação da turma – considere os desafios e conquistas enfrentados pela turma;
  • Coisas engraçadas – conte uma história hilária de momentos cômicos da turma.

Em todos os casos, é bom evitar contar uma história sobre você como se fosse uma autobiografia. Será mais interessante se concentrar nas pessoas ou na turma. Porém o mais importante de se contar uma história é o que nunca se deve falar!

Assim, evite lavar “roupa suja” por trazer à tona algum problema da turma ou da instituição. Sem dúvida esse não é nem o momento, nem o clima apropriado para isso. Além disso, não fale sobre confusões sérias da turma, ou muito menos pedir desculpas por causa de algo que aconteceu.

Concluindo

Se considerar esses itens básicos, poderá contar uma história que será um marco tanto na sua vida como de outros. Ver sua plateia acompanhar com atenção cada palavra e expressão será como que gravar em sua memória com tinta permanente.

Para isso, basta aproveitar as orientações do suporte técnico do Guia da Monografia

Referências

FEFERBAUM, M.; QUEIROZ, R. M. R. Metodologia da pesquisa em direito – técnicas e abordagens para elaboração de monografias, dissertações e teses: Técnicas e abordagens para elaboração de monografias, dissertações e teses. 2ª. ed. São Paulo: Saraiva Educação S.A., v. I, 2019. 440 p.

Compartilhar:

Deixe seu comentário