Série Temas de TCC – #05 – Como definir a metodologia do TCC?

Compartilhar:

A metodologia do TCC é onde definimos como vamos dar continuidade ao desenvolvimento do trabalho, escolhendo se vai ser feito um estudo de caso, uma revisão, etc. Tudo isso a torna uma das etapas mais importantes durante o TCC, então, acompanhe o artigo para ver como definir a metodologia do TCC.

Fazendo a Metodologia TCC

Foram definidas 2 etapas bases para a confecção da metodologia do TCC. Vamos desmembrar cada etapa para um maior entendimento de como funciona este passo importantíssimo para o seu trabalho.

Cada etapa será dividida em pequenas etapas para facilitar a compreensão.

Coleta de Dados TCC

Através de…

Existem 3 tipos de coleta: dados primários, dados secundários e amostra ou toda população. Portanto a sua coleta vai ser através de que?

  • Dados primários são aqueles tipos de dados que são coletados direto da fonte. Como assim? Por exemplo, documentos originais, questionários e entrevistas e todo tipo de dado que veio foi coletado a partir de sua fonte original e não através de um estudo.
  • Dados secundários já são aqueles que já passaram por tratamento, como, por exemplo, tipos de dados que são coletados através de estudos ou literaturas. Ou seja, quando você faz a leitura de um artigo científico sobre certo assunto e lá encontra um dado que pode ser utilizado no seu trabalho, esse dado é secundário, pois foi retirado de um estudo e não da fonte principal e original, assim também funcionam as literaturas.

Mas o que são dados por amostra ou toda a população? Vamos a um exemplo, suponhamos que o seu estudo seja sobre qual é o gênero predominante entre os médicos de sua cidade e na sua cidade existe apenas 5 médicos, ao fazer o estudo com esses 5 médicos, você estará a utilizar toda a população de médicos da sua cidade para a pesquisa.

Porém, agora imaginemos que na sua cidade existem 10 mil médicos, é praticamente impossível fazer um estudo com todos os 10 mil não é mesmo? Portanto, você fará um estudo apenas com uma amostra dos médicos, uma porcentagem pequena.

Mas professor, como que uma percentagem pequena representará todos os 10 mil médicos? Para isso, será necessário a utilização do cálculo amostral, clique no link e será redirecionado para um artigo que explica detalhadamente como funciona este cálculo.

O procedimento de cálculo amostral é tão importante quanto a escolha do delineamento do estudo, e essa amostra deve ser planejada de modo a representar a população-alvo, com o menor viés possível. (VIEIRA; REDIGUIERI, 2013).

Existe também amostras por conveniência, que são amostras das quais o pesquisador teve a conveniência de ter acesso. Esse tipo de amostra são consideradas válidas em estudos qualitativos, onde não apresenta um rigor estatístico.

LEIA TAMBÉM:  Série Temas de TCC - #04 - Validando hipótese TCC
Amostra por conveniência
Amostra por conveniência – (GIL, 2008).

Objetivo da coleta

Agora que já sabemos através de que iremos fazer a coleta, precisamos ter o conhecimento de qual é o objetivo da mesma. Nesse caso, temos 3 opções de objetivos de coleta: exploratória, descritiva e explicativa.

  • A coleta exploratória consiste na grande maioria dos TCC’s. Um estudo sem a base exploratória não é considerada ciência, para isso, seria necessária uma base literária. Porém, praticamente todos os TCC’s possuem uma base exploratória, podendo já considerar essa base como um de seus objetivos. Apenas alguns poucos estudos feitos aplicados com, artigos científicos, terá em seu resultado a base literária e em muitos casos podem não ser exploratórios. Agora resta decidir se o outro objetivo será descritivo ou explicativo.
  • A explicativa, como o próprio nome sugere, você explicará o porquê de um fenômeno. Se o seu objetivo não é esse, então ele será descritivo, onde o fenômeno será apenas descrito e não explicado.

Procedimentos da coleta

Nessa etapa, temos uma série de opções para procedimento, a coleta pode ser: bibliográfica, documental, experimental, através de levantamento, estudo de caso, ex-post-facto, ação e participante. Muitos nomes não é mesmo? Vamos a uma breve explicação de cada uma dessas opções, porém, em nosso canal no YouTube temos uma playlist de metodologia que abrange todos esses temas, acesse e confira!

  • Bibliográfica – Base em literatura (estudos, livros, etc.);
  • Documental – Base em documentos (Nota fiscal, histórico paciente, histórico estudantil, etc);
  • Experimental – Base em experimentos de tentativa e erro;
  • Levantamento – Base em levantamento de dados, podendo ser através de uma pesquisa de opinião, por exemplo;
  • Estudo de caso – Base em um caso específico que você deseja estudar e tirar conclusões maiores;
  • Expost-facto – Base nos acontecimentos pós fato, por exemplo, o que aconteceu com a economia dos EUA pós ataque as torres gêmeas;
  • Ação – Base em aplicações de alguma ferramenta, aplica-se a ferramenta e analisa-se os impactos dela;
  • Participante – Quando você faz parte da pesquisa;
LEIA TAMBÉM:  Série Temas de TCC - #06 - Como deixar o título do TCC bem definido e delimitado?

Parte escrita da coleta

Então, agora montaremos uma estrutura através de todas as etapas que definimos acima: “Vou coletar dados dos tipos de parto através de dados secundários (tipo de dados da coleta) para a minha base com literatura (base literária) e estudos científicos.

Lembrando que utilizei a escrita em primeira pessoa apenas para facilitar a compreensão do texto, durante o desenvolvimento do trabalho, não é permitida a escrita em primeira pessoa.

Pronto, temos um exemplo que passa por todas as etapas acima.

Tratamento / Interpretação dos dados

Temos algumas formas de tratamento que listarei abaixo para entendermos melhor do que se trata essa etapa da metodologia.

  • QuantitativaTratamento dos dados por meio do uso de ferramentas estatísticas (gráficos, tabelas, planilhas, etc.);
  • Qualitativa Uso de inferência feito pelo próprio pesquisador, ou seja, se você é a base da análise dos dados, então é uma análise qualitativa;
  • Quali-quantitativa – Junção de ambas as análises;

Portanto, teríamos a seguinte escrita de tratamento dos dados: “Os dados coletados serão tratados com abordagem qualitativa porque será feito o uso de documentos históricos de pacientes que precisam ser analisados e interpretados.”.

Este é um exemplo, lembrando que o ideal é você adaptar os exemplos com base nos caminhos escolhidos para o seu trabalho.

Concluindo

A metodologia é dividida em várias etapas, o que a faz parece complexa. Porém, no artigo de hoje foi possível ver que não existe nada complexo em montar a metodologia do seu TCC. Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos! Caso tenha ficado com alguma dúvida, entre em nosso canal no YouTube e acesse os nossos vídeos.

Referências

VIEIRA, Fernanda Pires; REDIGUIERI, Carolina Fracalossi. A Regulação de Medicamentos no Brasil. [S. l.]: Artmed Editora, 2013. Disponível em: https://www.google.com.br/books/edition/A_Regula%C3%A7%C3%A3o_de_Medicamentos_no_Brasil/c7k3AgAAQBAJ?hl=pt-BR&gbpv=0&kptab=overview. Acesso em: 11 mar. 2021.

Compartilhar:

Deixe seu comentário

Secured By miniOrange