Citação Indireta – Técnica das 5 Palavras

Compartilhar:

Muitas pessoas entram em pânico só de ouvir sobre TCC, e se for falado sobre plágio então piorou. Porém, na luta para fazer o Trabalho de Conclusão de Curso perfeito há variados modos de fazer com que isso seja muito mais simples, como a Citação Indireta – Técnica das 5 Palavras, que é um ótimo meio para ficar bem longe do plágio enquanto faz o seu trabalho.

Tenha já Acesso a Materiais Exclusivos para sua Formação: Clique aqui e faça o Download dos e-Books e Infográficos do Guia da Monografia.

Esse tipo de técnica é muito importante por conta da gravidade do plágio. Uma vez que o “plagiador estará se apropriando indevidamente da obra intelectual de outra pessoa. Assumindo a autoria da mesma” (DIONYSIO, 2013, pg. 63). E deste modo, é possível até mesmo ter o TCC zerado. O que significa perder todo o tempo que teve para fazer com que ele pudesse ficar pronto e da forma que você havia almejado.

Técnica das 5 Palavras para Citação Indireta

Sendo assim, a Técnica das 5 Palavras auxilia para que você faça uma citação perfeita e sem qualquer problema. Garantindo que abordará o assunto de maneira certeira e correta, sem deixar faltando informações, ao mesmo tempo em que não comete qualquer plágio.

A Técnica das 5 Palavras funciona de uma forma muito simples. Primeiramente, é importante que você abra o artigo ou livro que você pretende retirar a informação e elaborar a citação.

Depois, é essencial que você preencha no seu TCC um campo com alguns dizeres para posteriormente preenche-los com as informações referentes ao conteúdo que você pretende fazer a citação. Os dizeres são esses:

Como bem nos assegura [AUTOR DO ARTIGO/LIVRO (ANO DE PUBLICAÇÃO)], pode-se dizer que [DEFINIÇÃO]. Neste contexto, fica claro que [PAPEL]. O mais preocupante, contudo, é contestar que [OBJETIVO]. Não é exagero afirmar que [IMPORTÂNCIA] em todo esse processo, ocorreu [CONCLUSÃO].

A Técnica

Essas palavras que estão nos colchetes, tirando o primeiro que é referente apenas ao autor e ano da citação, formam a citação indireta . Isso porque, caso a citação a ser feita seja sobre Design de Interiores, por exemplo, você deverá agir da seguinte forma.

LEIA TAMBÉM:  Como Fazer Apud (Citação de citação)

No espaço de definição, você irá analisar o trecho que pretende colocar, e ver qual define o Design de Interiores.

E baseado no que você leu, criar uma nova frase contando a definição que nele é mostrada e colocar no primeiro colchete. Já no campo referente a papel, irá preencher com para o que serve o Design de Interiores, utilizando novamente o mesmo trecho como base para criar algo novo.

No terceiro, referente ao objetivo do Design de Interiores, será necessário realizar da mesma forma que os itens anteriores, e assim, preencher falando sobre o que você compreendeu que é o objetivo dessa área tendo ainda o mesmo trecho como referência.

Já em importância, é importante que você coloque na verdade o que você acredita que faça com que o Design de Interiores seja tão importante de acordo com tudo o que foi visto anteriormente. E em conclusão, coloque falando sobre todos os itens acima o que pode ser concluído.

Se você tem duvidas na conclusão leia o artigo CONCLUSÃO DE TRABALHO EM 6 PASSOS SECRETOS

A técnica das 5 palavras é uma das técnicas presentes no Monografis e Vale salientar que para funcionar corretamente, é importante que você não apenas troque palavras, mas absorve o que leu e crie algo novo.

Conheça mais Técnicas como essa

Imagine você na apresentação do TCC confiante como se fosse uma águia, sendo aplaudido diante dos seus familiares e amigos. Imagine ver seu orientador tão orgulhoso do seu TCC aponto de postar no currículo Lattes dele.

Você já pode fazer isso! Liberado acesso as melhores ferramentas para produção de TCC.

O criador promete que até mesmo estudante iniciante consiga fazer um trabalho de conclusão de curso. Você pode fazer qualquer tipo de TCC, seja Artigo Científico, TCC, Monografia, Dissertação e Tese.

LEIA TAMBÉM:  Tipos de Argumentação TCC - Causa e Consequência

Pelo que analisamos em primeiro lugar, as ferramentas organizam as informações em etapas claras. Dessa forma o aluno vai consumir certa informação apenas no momento correto, isso já o faz ganhar muito tempo.

A primeira ferramenta é um gerador de ideias. Pode parecer maluquice, mas funciona como um formulário que o aluno responde sobre o que mais gostou no curso e voilà, como mágica sugere 10 ideias personalizadas para o estudante.

Próxima etapa é um Simulador de Sumário que funciona basicamente como o primeiro. É um formulário que você responde algumas questões e te sugere uma provável estrutura de capítulos que você pode seguir.

Terceira etapa é o Simulador de Projeto TCC. Com esse ficamos abismados, pois em média 2 horas conseguimos simular 3 projetos com propostas diferentes e que na opinião dos nossos orientadores estavam válidos.

Quarta etapa o aluno escreve o TCC usando uma ferramenta chamada Assistente de Blocos. Ela divide cada capítulo em blocos, onde em nossa opinião os blocos são os parágrafos. Cada um é explicado em detalhes, basta seguir o orientado. E mais, você recebe nota na hora.

Ainda na quarta etapa o aluno que tiver dificuldade em usar o Assistente de Blocos pode usar o Construtor de capítulos. Essa ferramenta tem uma estrutura meio engessada e por isso se torna mais simples. Achamos meio engessado, mas os orientadores não notaram a diferença, muito louco!

Ao final o aluno pode exportar para o Word já dentro das normas ABNT. Isso só foi lançado agora na versão mais recente, pois esse não era o foco do Monografis no começo.

Veja abaixo um vídeo demonstração das ferramentas que utilizamos, espero que goste:

Para acessar o Monografis basta clicar no botão abaixo:


 

Referências

DIONYSIO, Rosana. Desvendando os segredos do TCC. 1° ed. 2013.

Compartilhar:

Deixe seu comentário