Autoplágio | Tipos de Plágio | #08

Compartilhar:

O autoplágio existe mesmo ou é apenas um mito? O que se enquadra como autoplágio? Quais cuidados devem ser tomados para evitar cair neste tipo de plágio?

Autoplágio no TCC

Sim, o autoplágio existe. Apesar de algumas instituições não aceitarem este tipo de plágio, não podemos negar que ele realmente existe. Mas afinal, o que é o autoplágio?

Autoplágio nada mais é do que o autor do trabalho utilizar um trecho de um outro trabalho feito por ele, como se este trecho fosse “novo”, sem citar a si mesmo. Como assim?

Ocorre quando o autor copia trechos próprios, geralmente já publicados e conhecidos, como se fossem inéditos ou originais. Nessa modalidade, o redator é o próprio autor do conteúdo copiado, mas a forma com que ele é apresentado é o que constitui o plágio; há uma falsidade ideológica em relação ao ineditismo e originalidade da obra. (ESTRELA, 2018, p. 283).

Imagine que um autor já tenha publicado um artigo sobre taxa de evasão escolar, e neste artigo, ele tenha posto um trecho do qual é do desejo dele utilizar em um novo artigo que está sob produção. Para fazer isso, o autor teria que se auto referenciar.

Exatamente isso, o autor teria que fazer uma citação de um trabalho dele mesmo. Então, sempre que for utilizar um trecho ou algum elemento de um trabalho de sua autoria, se auto referencie para não cair no autoplágio.

Concluindo

Agora sabemos que autoplágio não é um mito e que para não cair nele, o autor necessita fazer uma auto referência em seu trabalho. Gostou do artigo? Caso tenha ficado com alguma dúvida, entre em nosso canal no YouTube e acesse os nossos vídeos.

LEIA TAMBÉM:  Plágio Simulado | Tipos de Plágio | #06

Referencia

ESTRELA, Carlos. Metodologia Científica: Ciência, Ensino, Pesquisa. 3. ed. Porto Alegre -RS: Artes Médicas, 2018. Disponível em: https://books.google.com.br/books?id=67VIDwAAQBAJ. Acesso em: 19 jul. 2020.

Compartilhar:

Deixe seu comentário