REFERENCIAL TEÓRICO TCC – ARMADILHAS COMUNS

Compartilhar:

O referencial teórico é uma parte importantíssima do TCC e que contém diversas armadilhas bem comuns que muitos dos alunos acabam caindo. Hoje, vou citar algumas delas e mostrar alguns exemplos de pessoas que acabaram caindo nessas armadilhas.

Armadilhas do referencial teórico

O referencial teórico é uma das partes mais complexas de um TCC e deve ser feito com extrema atenção, pois contém uma série de pequenas armadilhas prejudiciais aos alunos, tendo isto em vista, vamos entender quais são essas armadilhas.

O referencial teórico é a parte de fundamentação do projeto. Ele é apresentado na forma de uma redação dissertativa, com argumentos e citações que dão uma ideia clara de onde você está partindo, ou seja, de qual é o ponto de vista teórico adotado para a execução de seu trabalho. (JUNIOR, 2012).

Escrever frase longa achando que é parágrafo

Essa primeira armadilha é uma das mais comuns que os orientadores veem durante os TCC’s, os alunos acabam escrevendo uma frase longa, sem muitas pontuações e acham que é um parágrafo.

Porém, a estrutura de um parágrafo é composta por pelo menos, 4 frases curtas e não apenas uma frase longa. Veja na imagem abaixo o exemplo:

Exemplo de frase longa

Observe como a pessoa escreve uma frase gigante e a finaliza como se fosse um parágrafo, isso seria interpretado como uma frase longa pela banca e não como um parágrafo, pois não existe estruturação.

Citar ou referenciar de forma errada

Esse erro creio que seja o mais comum entre os que vamos citar aqui, muitos alunos erram citações e isso se deve muito a um pensamento errôneo de que citação é a coisa mais complicada do mundo, veja um exemplo na imagem abaixo:

Exemplo de citações erradas
Exemplo de citações erradas

Veja que o aluno faz uma citação direta curta e não informa o número da página, o que é obrigatório segundo as normas ABNT, esse é um dos erros cometidos com citações.

LEIA TAMBÉM:  Artigo científico até 15 paginas - A estrutura certa

Observe mais um exemplo abaixo:

Outro exemplo de citações erradas
Outro exemplo de citações erradas

A pessoa fez uma citação direta longa, citou o autor, mas não informo o ano da citação, o que também é obrigatório segundo as normas ABNT.

Caso queira entender melhor sobre que tipo de citação, entre em nosso artigo específico sobre o assunto onde falamos mais detalhadamente sobre o tema.

Escrever um parágrafo muito longo (mais de 8 linhas)

Parágrafos devem ser sucintos, informando apenas o necessário, com uma boa estruturação de forma curta e organizada. Parágrafos com mais de 8 linhas são extremamente longos e este é um erro muito comum entre os alunos.

Abaixo temos um exemplo:

Exemplo parágrafo longo
Exemplo parágrafo longo

Observe o tamanho deste parágrafo, gigante não é mesmo? Isso não é recomendado e provavelmente seria considerado um erro pela banca.

Afirmar sem nenhum embasamento

Em um TCC ou em qualquer trabalho de cunho científico, ao fazer uma afirmação, deve-se, logo em seguida, embasar a mesma. Porém, isto é uma coisa que pouco vemos nos trabalhos, é extremamente comum vermos alunos afirmando e não embasando logo em seguida, veja o exemplo abaixo:

Exemplo de afirmação sem embasamento
Exemplo de afirmação sem embasamento

Veja que a pessoa faz uma afirmação, porém, não existe um embasamento de onde ela tirou esta afirmação. Um truque para corrigir este erro é sempre que for ler, perguntar a si mesmo “quem disse isso?”. Na afirmação da ilustração diz que o artes marciais tem como objetivo o alto desenvolvimento. Então, quem disse isso? Não está lá, por isso, é um ponto frágil desse parágrafo.

Trazer citações sequenciais sem nenhum argumento

Além de se enquadrar em plágio sequencial, isto é um grande erro cometido por alunos, a pessoa traz uma série de citações, porém, não argumenta sobre nenhuma delas, veja o exemplo:

Exemplo de citações sequenciais
Exemplo de citações sequenciais

Veja que a pessoa apenas vai colocando uma citação atrás da outra, sem mais nem menos, isto é considerado um erro pela banca. O correto é sempre argumentar entre citações, cite e argumente, cite e argumente, assim não terá problemas.

Trazer dados históricos sem embasamento

Como dizemos acima, sempre que for fazer uma afirmação, é necessário um embasamento em seguida. Isso vale ainda mais quando está afirmação se trata de um dado histórico, quando falamos de dados, temos que embasar estes dados para passar segurança da afirmação para o leitor.

LEIA TAMBÉM:  Como pesquisar REFERENCIAL TEÓRICO e ainda ECONOMIZAR TEMPO!!!!!
Exemplo dados históricos sem embasamento
Exemplo dados históricos sem embasamento

Veja no exemplo acima que a pessoa passa um dado histórico, porém não o embasa em seguida, transformando a informação em uma informação sem credibilidade.

Argumentar e não concluir

Todo argumento precisa de uma conclusão, quando você está debatendo com uma pessoa, você conclui suas falas, certo? Assim deve ser também no TCC, ao argumentar, sempre conclua, veja um exemplo errôneo na imagem abaixo:

Exemplo de argumentação sem conclusão
Exemplo de argumentação sem conclusão

Repare que a pessoa argumenta e não conclui o próprio argumento, isso tira totalmente a credibilidade e o sentido do argumento o transformando-o em algo vago.

Inserir elementos visuais sem referenciar

Sempre que inserimos um elemento visual, seja ele uma imagem, tabela ou até mesmo um gráfico, temos que referencia-lo e comentar um pouco sobre este elemento.

Exemplo de elementos visuais sem referenciar
Exemplo de elementos visuais sem referenciar

Apesar de muitas vezes a imagem ser autoexplicativa, é necessário referenciar e comentar um pouco sobre a mesma, para facilitar o entendimento do leitor. Imagens que não contém referencia ou comentários, acabam se tornando vagas.

Deixar frases soltas durante o capítulo

O último e mais comum erro, onde tenho quase certeza de que você já caiu, é deixar frases soltas durante o capítulo. Não são parágrafos, não são citações e muito menos argumentos, são apenas frases soltas sem nexo nenhum com nada.

Exemplo de frases soltas
Exemplo de frases soltas

Veja que as frases desta imagem poderiam se complementar e formar um ou dois parágrafos, porém, a pessoa solta as frases de forma aleatória, sem nexo e estruturação umas com as outras.

Concluindo

Olha como existem várias armadilhas no referencial teórico. Já caiu em alguma delas? Deixe seu comentário! Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos! Caso tenha ficado com alguma dúvida, entre em nosso canal no YouTube e acesse os nossos vídeos.

Referências

JUNIOR, Celso Ferrarezi. Guia do trabalho científico:: do Projeto à Redação Final. São Paulo – SP: Editora Contexto, 9 fev. 2012. Disponível em: https://books.google.com.br/books?id=3cNnAwAAQBAJ. Acesso em: 9 nov. 2020.

Compartilhar:

Deixe seu comentário